Medida vai acelerar a desindustrialização e poderemos ter perda de postos de trabalho, alerta Paulo Skaf, presidente da entidade

NOTA OFICIAL

“Precisamos refletir sobre o futuro que queremos para Brasil. O quinto aumento consecutivo da taxa de juros vai acelerar a desindustrialização e poderemos ter perdas de postos de trabalho, agravando os sérios problemas que já enfrentamos com a competitividade brasileira. Em vez de elevar os juros, o governo deveria adotar medidas que efetivamente reduzam a carga tributária, equilibrem a taxa de câmbio, melhorem a infraestrutura, diminuam o custo da energia e garantam isonomia entre a produção nacional e a estrangeira”, afirma Paulo Skaf, presidente da Fiesp.

Print Friendly, PDF & Email